Separe Bem as Coisas - Resíduos

RECICLÁVEL

Materiais recicláveis são aqueles que após sofrerem uma transformação podem   ser reutilizados no mercado, seja sob a forma original ou como matéria-prima de outros materiais para finalidades diversas.

 

 Tipos de materiais recicláveis

  • Plástico (Matéria prima - PETRÓLEO)

Pode ser reciclado ou reutilizado, mas primeiramente, devem ser lavados e separados de materiais não recicláveis, deixa-los juntos com materiais recicláveis.

  •  Papel, Papelão, Revistas (Matéria prima - ÁRVORES)

A matéria prima utilizada na fabricação do papel é a madeira, por isso é importante separa-lo para reciclar. Os papeis não podem ser amassados para que não comprometa a reciclagem e devem ser separadas após o uso, para evitar misturar o papel com outros materiais que possam contamina-lo.

  • Metal

Ao separar o metal para reciclagem, você estará ajudando na economia de minérios, economia de energia e de água e principalmente na diminuição da poluição.

  • Vidro (Matéria prima - AREIA)

É um material 100% reciclável, mesmo estando quebrado, podendo ser reutilizado e retornado. É um material que, inclusive, pode ganhar outra forma. 

Você sabia que os cacos devem ser obrigatoriamente embalados para evitar acidente durante a coleta para evitar ferimentos cós coletores?

Lei Municipal 897/2007 Sistema de Gestão de Limpeza Urbana - Art. 92. Ofertar para coleta o lixo domiciliar contendo cacos de vidros e outros materiais contundentes e perfurantes sem o devido acondicionamento constitui infração punida com a multa inicial de 0,25 UFM.

Parágrafo único. Nos casos em que os cacos de vidros ou outros materiais contundentes e perfurantes vierem a ferir os servidores que trabalham na coleta domiciliar, a multa inicial será de 0,50 UFM.

LIXO COMUM

Mais de 50% do lixo produzidos em uma residência é orgânico. Em vista dessa grande quantidade de resíduos orgânicos, procurou – se desenvolver formas de aproveitamento de matéria orgânica presente no lixo.

Uma dessas formas é a compostagem que reaproveita os resíduos orgânicos para produzir adubos. Já os resíduos que não podem ser reaproveitados, como fraudas, papel higiênico, guardanapos usados, absorventes, o algodão do cotonete, etc, devem ser separados dos materiais recicláveis e colocados para a coleta somente nos dias da coleta do lixo comum.

 A coleta é realizada no mínimo três vezes por semana para o lixo comum e duas vezes por semana para o lixo reciclável, em todas as ruas da cidade.

O lixo deve ser colocado para coleta, respeitando os dias e tipo de coleta, devidamente acondicionados (ensacados), próximos ao horário das mesmas, em lixeiras em frente a residência ou junto à porta de serviço no caso dos comércios (Lei municipal nº 897/2007 - Art. 38).

É expressamente proibida a deposição de resíduo fora de horário e dias de coleta, no canteiro central, floreiras e lixeiras públicas; assim como depositar, permitir ou propiciar a deposição de lixo entulho de obra ou resíduos de poda em terrenos baldios ou imóveis públicos ou privados, bem como em encostas, rios, valas, ralos, canais, lagoas, áreas protegidas ou em qualquer outro local não autorizado pelo Poder Público, sendo sujeito a multa (Lei municipal nº 897/2007 - Art. 46).

Lei Municipal 897/2007 – sujeito à multa.

É proibido jogar lixo em terrenos baldios, valetas, beiras de estrada, etc.

Lei Municipal 907/2007 – sujeito à multa.

      

    

     

PROGRAMA DE COLETA E REAPROVEITAMENTO DO ÓLEO DE COZINHA USADO

Programa de tratamento dos resíduos sólidos derivados do óleo de cozinha - Lei Municipal nº 967/2007

 Se não reciclar, a gente está frito!

O óleo de cozinha usado é um dos maiores vilões do meio ambiente. 

Ao ser jogado diretamente na rua, no jardim ou na rede de esgoto, entope encanamentos, contamina a água e causa prejuízos à flora e à fauna.

Para se ter uma ideia, apenas 1 litro de óleo pode contaminar 1 milhão de litros de água.

  Problemas causados:

  • Impermeabiliza o solo, o que pode causar aumento de enchentes.
  • Causa mau cheiro e poluição.
  • Quando descartado no esgoto de sua casa, pode entupir as tubulações e causar refluxo do esgoto.
  • Cria uma fina camada sobre a água, prejudicando a oxigenação dos rios, matando peixes e plantas aquáticas.

 O único jeito de evitar tudo isso é RECICLAR o óleo.

 Então, como devo fazer?

Guarde o óleo usado que não serve mais para consumo em frituras em recipientes transparentes e bem fechados. Garrafas pet e vidros de conserva são perfeitos para isso.

Depois de encher o recipiente, leve-o a um dos postos de coleta que a Prefeitura mantém nas escolas municipais ou na própria Prefeitura.

 VOCÊ SABIA?

Que 10% do óleo coletado é revertido em material de limpeza (sabão e detergente) para as escolas.

Ou seja: Você cuida do planeta e ainda ajuda nossas escolas!

Pontos de coleta:
Escola Municipal Antonio Scarant:
 Rua Rosa Alves Pereira, 625 - Vila Fuck 

Escola Rural Municipal Marilda Cordeiro Salgueiro: Rua Pastor Adolfo Weidmann, 2807 - Guarituba

Escola Municipal Hermínio de Azevedo Costa: Rua Manaus, 82 - Vila Vicente Macedo.

Escola Municipal Izaak Victor Pereira: Rua Tarumã, 1111 - San Tiago.

Escola Municipal Olga Ribas Martins:  Rua Glória, 156 - Santa Mônica. 

Escola Municipal João Martins: Rua Arthur Gonçalves Martins, 118 - V. Ipanema.

Escola Municipal João Batista SalgueiroRua Eng: Pontoni, 245 - Jardim Primavera.

Escola Municipal Guilherme RibeiroRua dos Funcionários, 181 - Vila Susi.

Escola Municipal Geraldo Rodolfo Stefen Casagrande: Rua Reinaldo Meira, 1050 - São Cristóvão.

Secretaria Municipal de Meio Ambiente: Rua Barão do Cerro Azul, 361 - Centro.

Prefeitura Municipal de Piraquara: Avenida Getúlio Vargas, 1990 - Centro.

Regional da Prefeitura Municipal de Piraquara: Rua Betonex, 2330 - Guarituba.

Centro da Juventude: Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 1951 - Recanto das Águas. 

Centro de Artes e Esportes Unificados - CEU: Rua Juri Danilenko, 3455 - Guarituba.

 Comerciantes do ramo poderão firmar convênio diretamente com a empresa de forma gratuita.

     

        

 COLETA E DESTINAÇÃO PILHAS E BATERIAS 

    As pilhas de uso doméstico apresentam um grande perigo quando descartadas incorretamente, representam o lixo não biodegradável, ou seja, não é consumido com o passar dos anos, pois tem em sua composição metais pesados como: cádmio, chumbo, mercúrio, que são extremamente perigosos à saúde humana e ao meio ambiente. Devido aos metais pesados presentes nos componentes, como chumbo, cádmo e mercúrio (entre outros elementos tóxicos), o descarte inadequado desse tipo de resíduo, além de ser crime (lei federal 9.605/98), provoca severos danos ao meio ambiente e a saúde.

Sua contaminação envolve o solo e lençóis freáticos prejudicando a agricultura e a hidrografia, dentre os males provocados pela contaminação com metais pesados está o câncer e mutações genéticas. 

Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal 12.305/2010, institui a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos.  

    Cada componente da cadeia de consumo tem sua parcela de participação: consumidores devem devolver o produto depois de uso em pontos determinados pelos comerciantes, estes por sua vez devem receber e armazenar o material em local adequado, aos distribuidores e indústria cabe coletar e destinar corretamente esse material, ou seja, você deve deixar a pilha usada na loja em que foi comprada a nova para que tenha a destinação correta.

 A Prefeitura Municipal de Piraquara, através da Secretaria de Meio Ambiente, tem parceria com a ABINEE e recebe esses materiais em Pontos de Entrega Voluntária* ou em Feiras de Educação Ambiental.

 *Secretaria Municipal de Meio Ambiente: Rua Barão do Cerro Azul, 361 - Centro          

      

  

COLETA E RECICLAGEM LIXO ELETRÔNICO 

 Saiba o que é, e o que fazer

 Computadores, Impressoras, TVs, Telefones, Celulares, Rádio, Vídeo Cassetes, Vídeo Games, Fax, DVD, Etc.

Devido aos metais pesados presentes nos componentes, como chumbo, cádmo e mercúrio (entre outros elementos tóxicos), o descarte inadequado desse tipo de resíduo, além de ser crime (lei federal 9.605/98), provoca severos danos ao meio ambiente e a saúde.

De acordo com o Greenpeace, os eletrônicos rejeitados em todo o mundo somam mais de 50 milhões de toneladas desse lixo ao ano. Somente no Brasil são descartadas cerca de 500 mil toneladas de sucata eletrônica anualmente.

 

Você Sabia que nós brasileiros jogamos no lixo todo ano, cerca de um milhão de computadores. Além disso, de 10% a 20% de celulares entram em inatividade no mesmo período.

Dessa forma, a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal 12.305/2010, institui a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos.

 

Cada componente da cadeia de consumo tem sua parcela de participação: consumidores devem devolver o produto depois de uso em pontos determinados pelos comerciantes, estes por sua vez devem receber e armazenar o material em local adequado, aos distribuidores e indústria cabe coletar e destinar corretamente esse material. 

Cabe salientar que a responsabilidade compartilhada define que os resíduos da logística reversa, como pneus, NÃO PODEM ser coletados e destinados pelo poder público. O poder público deve articular a logística desse sistema e fiscalizar o seu correto funcionamento.

 

Você sabia que descumprir as obrigações previstas no sistema de logística reversa é CRIME AMBIENTAL (art. 62 - XII) com previsão de Multa de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais)?

A Prefeitura Municipal de Piraquara, através da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, tem parceria com a E-letro (uma Associação de Recicladores de Lixo Eletroeletrônicos) e recebe esses materiais em Pontos de coleta voluntários ou em Feiras de Educação Ambiental.

 

Então, se você tem um resíduo Eletrônico leve a um de nossos pontos:

  • Secretaria Municipal de Meio Ambiente - Rua Barão do Cerro Azul, 361- Centro - Telefone: 3590-3509;
  • Centro da Juventude - Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 1951 - Recanto das Águas - Telefone: 3590-3436;
  • Regional da Prefeitura Municipal de Piraquara, no Guarituba - Rua Betonex, 2330 - Guarituba - Telefone: 3551-1179 / 3551-1189.

      

         

Mais informações: 3590-3509

Compartilhe seu conteúdo nas redes sociais: