Criado em 20/04/2022

Lançamento do livro de Heloína Ribeiro de Souza marca a reabertura do Teatro Municipal

O Teatro Municipal Heloína Ribeiro de Souza, em Piraquara, foi reaberto no sábado, dia 16 de abril. O local que completou seis anos no último dia 01 de abril, recebeu novamente grande público para o lançamento do livro “Memórias de uma Ilha...de uma Vida”, publicação que reúne textos e histórias de vida da patrona daquele espaço cultural.

As atividades do teatro ficaram suspensas por quase dois anos em razão da pandemia da Covid-19, período que também foram realizadas melhorias na cobertura e no auditório. Para reabertura, o local recebeu decoração na parte interna e externa. No palco, objetos pessoais, iluminação e um piano doado pela família, reconstituiu o ambiente familiar de Heloína, que sempre inseriu a cultura e as artes em casa para incentivar os filhos.

Na plateia, familiares de Piraquara e diversas cidades e estados, ex-alunos e autoridades acompanharam a representação de abertura com o “Canto de Verônica”, encenado pela atriz, Diana Sitonio. A performance foi escolhida como forma de homenagem a Heloína, que nos anos 30 e 40 realizava o canto nas celebrações da Igreja Católica de Piraquara durante a Semana Santa.

A solenidade ainda contou com discurso das autoridades, apresentação do livro e apresentações de piano e a recitação de um poema por familiares de Heloina, de diferentes gerações e grau de parentesco, simbolizando a tradição artística da família. Ao final, os presentes assistiram a peça “Imitose”, apresentada pelos alunos da Oficina do Teatro Municipal do Professor Fabiano Amorim.  

A Secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Ana Mazon, destacou o momento e a homenagem prestada. ”Hoje é um dia muito especial para Piraquara, porque nesse mês comemoramos seis anos do Teatro Municipal Heloina Ribeiro de Souza. E neste sábado lindo de Páscoa estamos homenageando a patrona que foi uma grande artista, uma cidadã que muito impulsionou a cultura aqui em Piraquara e no Paraná”, enfatizou.

Já o Prefeito de Piraquara, Josimar Fróes, falou sobre a reabertura do teatro para a comunidade. “Esse espaço permaneceu fechado por dois anos devido a pandemia, período que também fizemos algumas reformas e modificações para deixa-lo ainda mais aconchegante e a disposição de toda a população”, ressaltou.

Livro: “Memórias de uma Ilha...de uma Vida”

O filho Albino José de Souza Filho explicou que a publicação do livro foi um desejo manifestado por Heloina ainda em vida. Ele contou sobre o processo de organização junto com sua irmã Cloris que passou pela digitalização dos escritos, reportagens, fotografias, entre outros materiais. Eles ainda acrescentaram mais um capítulo sobre a inauguração do Teatro Municipal e com poemas e pinturas de autoria dela. O prefácio foi escrito pela poetisa piraquarense Adélia Maria Woellner, integrante da Academia Paranaense de Letras.

“O livro ficou pronto em 2020, mas em virtude da pandemia tivemos que esperar para lançar e reunir a família, que estava esperando por isso. Além das informações reunidas por minha mãe acrescentamos um capítulo sobre a construção e inauguração do teatro e outro com as fotos de quadros e poemas feitos por ela. É uma satisfação muito grande para nós, sensação de dever cumprido”, finalizou Albino.

PARTICIPAÇÕES

Também participaram do evento a Primeira Dama e Secretária de Desenvolvimento Econômico, Creusa Nogueira Fróes, o ex-prefeito de Piraquara, Marcus Tesserolli, o Marquinhos, gestor que inaugurou o Teatro Municipal em 2013, a poetisa Adélia Maria Woellner, além de secretários e servidores municipais e da equipe da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.     

Galeria

Tags:CULTURA, teatro municipal
Compartilhe seu conteúdo nas redes sociais: